Economia, Uncategorized

Ativos e Passivos – Economicamente falando

Andei meio afastado do Blog porque estava vivendo um momento de abstinência criativa. Não encontrava um assunto legal para abordar, isso até hoje. Enquanto dirigia para a academia me ocorreu um brainstorm espontâneo de onde várias ideias saíram e em breve estarão aqui.

Um desses assuntos que veio em mente é uma discussão que li no livro “Pai Rico, Pai Pobre” de Robert Kiyosaki. Ainda não completei a leitura deste Best Seller porque estou o lendo paralelamente ao livro “A Batalha do Apocalipse” de Eduardo Spohr, mas isso não importa.

Bom, uma das coisas interessante que li em “Pai Rico, Pai Pobre” é a explicação da diferença de ativos e passivos para leigos (vale lembrar que estou falando no vocabulário de contabilidade e economia), para mim foi muito proveitoso pois cai na realidade de que nunca me importei com isso e que era um conceito de extrema importância para quem quer ter uma vida financeira saudável.

Vou explicar o que aprendi da maneira que aprendi, método de ensino para crianças. Na contabilidade esses conceitos são muito mais profundos e se subdividem em inúmeras nomenclaturas que para a pessoa comum, a maioria, pouco interessa.

Definindo Ativo: é tudo aquilo que gera dinheiro por si próprio. É o velho conceito do dinheiro fazendo dinheiro.
Definindo Passivo: é tudo aquilo que tira dinheiro de seu bolso pelo simples fato de você possui-lo.

Exemplos de Ativos: Aplicações financeiras (desde que sejam rentáveis), Recebimento de Aluguel e Royalties.
Exemplos de Passivos: Ações em queda, automóvel, compras parceladas, pagamento de aluguel, morar em casa própria, receber salário (imposto de renda).

Vou definir também outros termos que utilizarei para explicar meu ponto de vista.
Definição de Ganhos Externos : Tudo aquilo que entra de dinheiro, exceto os ganhos por ativos. (salários, bônus, PL, comissões, mesada, etc.)
Definição de Gastos de Vida: Tudo aquilo que você precisa gastar para ter qualidade de vida (comida, roupa, medicamentos, ensino, academia) isto é, são os gastos fixos (ou não) que você tem para sobreviver com saúde. Aqui não entra nada de gasto originado por passivo (carro, casa, compras parceladas, etc.).
Definição de Receitas: Ganhos Externos + Ganhos por Ativos
Definição de Despesas: Gastos de Vida + Gastos por Passivos.

Feitas as devidas apresentações dos termos, agora é hora da Tia Lúcia da 3ª séria entrar em cena!

Rec_1

A soma de dois quadradinhos é um quadrado maior que os outros dois quadradinhos, considerando que seus ganhos externos sejam um quadradinho de tamanho definido e que não muda, porque não interessa o quanto você ganha, pois para ganhar mais você vai precisar trabalhar mais e ter mais responsabilidades e talvez isso acabe fazendo você perder sua fonte de ganhos externos, crescer na carreira é importante mas não é o foco desse post,combinado? Então, o único jeito de aumentar o quadrado das receitas é aumentando o seu ganho por ativos.Rec_2Agora, tratando das despesas.

Desp_1A ideia aqui é inversa, queremos diminuir o quadrado das despesas e sabemos que não dá para cortar os Gastos de Vida porque senão você morre e nada disso fará sentido mais, então só nos resta diminuir os gastos com passivos ao máximo possível. Ah! Outra coisa. Não quero dizer que tenhamos que viver sem passivo nenhum, apenas temos que compreender que ele faz mal para a saúde financeira pois, por exemplo, o transporte público brasileiro é uma vergonha e muitos de nós somos dependente de um carro, o negócio é entender que ele é um passivo e que você deve administra-lo para que ele gere o menor custo.

Desp_2

– Entenderam crianças?
– Sim Tia Lúcia!

Para finalizar, agora fluxos de caixa diagramado para entender melhor.

Flux_1

Isso é o que leva uma pessoa à falência, suas despesas são maiores que suas receitas. E nessa onda o peão acha que a saída é ter um salário maior, o que não resolve nada porque ele não aprendeu a lição e vai viver sempre para o trabalho.

Agora, como deve ser o fluxo de caixa de uma pessoa que não trabalha por dinheiro, o dinheiro trabalha por ela!Flux_2Quando a pessoa tem despesas maiores que suas receitas e seus ativos são ínfimos frente aos seus passivos não sobra dinheiro para aumentar a quantidade de ativos. No segundo caso, as receitas são maiores que as despesas gerando um excedente que deve ser aplicado em mais ativos, o que temos então? Um ciclo vicioso muito bom!

A economia fala que ativo também pode ser algo que não gera lucro, mas também não gera gastos. Isto é, algo que você deseja comprar, como por exemplo uma TV nova, será um ativo se for comprado à vista. E caso seja uma compra parcelada, aí sim será um passivo, mas apenas até sua quitação, pois estará gerando acréscimo às suas despesas. Fácil de entender né?

Esse esclarecimento foi muito útil para mim, pois me abriu os olhos para algumas besteiras que eu fiz no passado (nem tão distante, diria muito próximo), quisera eu ter lido “Pai Rico, Pai Pobre” antes, mas o importante é saber que nunca é tarde demais para mudar maus-hábitos.

Comentários, dúvidas, questionamentos, críticas e elogios são sempre bem-vindos.
Num próximo post tratarei sobre um dos maiores vilões do orçamento, o automóvel próprio!

Espero ter sido útil!

Anúncios

Discussão

2 comentários sobre “Ativos e Passivos – Economicamente falando

  1. critica honesta: Tem mtos erros de contabilidade. Um carro contabilmente é um ativo por mais q gere despesas… ele tem um valor, eh um bem. Um exemplo obvio disso eh que no momento que vc vender ele vai virar dinheiro (ativo circulante) . Alem disso, um rendimento financerio com renda negativa (desvalorizacao) é um ATIVO sem sombra de duvidas…

    Nunca li esse livro Pai Rico e Pai Pobre mas trabalho no mercado financeiro e vejo muito contabilidade e te digo com certeza isso. nao sei se no livro ele faz uma analogia com ativo e passivo para “ilustrar” conceitos basicos de Economia Domiciliar, mas foi mto infeliz…

    Se tiver alguma duvida, perca 5 min no google pra confirmar o que estou falando

    abs

    Publicado por Paulo | 20/07/2011, 12:58 AM
    • Olá Paulo, desculpe a imensa demora em aprovar e responder ao seu comentário. Tinha meio que abandonado o blog, pois fui viajar e quando voltei não me motivei para continuar escrevendo. Pretendo, agora, voltar a dar atenção.
      Bom, concordo com o que você escreveu, no mundo da contabilidade pura muito do que escrevi está errado mesmo. Mas o objetivo do meu post não era o de ensinar contabilidade em seus mínmos detalhes e sim, o objetivo, era mostrar o que leva a pessoa a bancarrota e como contornar isso!

      Me comprometo a editar o post para que minha idéia, meu objetivo e minhas palavras sejam mais claras e mais corretas a respeito deste tema.
      Agradeço pelo comentário e mais uma vez me desculpo pelo descaso da minha parte em responde-lo!

      Publicado por Érico Cavalcanti | 27/01/2012, 9:06 PM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

junho 2011
S T Q Q S S D
« maio    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Flickr Photos

Mais fotos
%d blogueiros gostam disto: